João Anatalino

A Procura da Melhor Resposta

Textos


Capítulo IX
 
Antecedentes de Moisés e Josué


Capítulo IX
 
E Josué, que o sucedeu no Grão-Mestrado da Fraternidade dos Filhos de Israel, por sua vez, nos tempos do Egito havia sido um grande artesão.1  Ele esculpia os capitéis, os nichos  e as lindas obras de escultura que ainda hoje podem ser vistos nos edifícios construídos pelos egípcios daqueles tempos.2 Fundiu-se, dessa forma, a sabedoria das coisas sagradas com a prática da profissão do construtor, que resultou na tradição da Arte Real.
 
A função dos levitas
  
3  E os levitas eram os que cuidavam  da parte litúrgica da religião de Israel. Por isso Moisés os encarregou de cuidar do Tabernáculo.2 Eles velavam pela guarda e administração do santuário e por tudo que nele havia., a Arca da Aliança, os candeeiros, os altares, os vasos, os véus e todas as alfaias de que se revestiam os Veneráveis das doze Lojas de Israel. 3 Por constituir um grupo à parte na Fraternidade, á Loja dos Levitas foram atribuídas funções diferentes das outras onze Lojas, e o seu primeiro Venerável  foi Elisafan, filho de Oziel, e o seu Grão Mestre foi Eleazar, filho de Aarão.4 Razão pela qual se formou a tradição de manter a guarda da Lei ao Grande Orador, já que esse era o cargo de Eleazar no Grão-Mestrado de Israel. [2]
 
Dissidências na Loja
 
4 Todo o povo de Israel contava mais de seiscentas mil pessoas, e como nem todas conseguiam participar dos ofícios dentro do Tabernáculo, uma boa parte dos Irmãos logo começou a se sentir excluída da Irmandade. [3]
5 E não só nos assuntos sagrados que eram tratados em Loja, mas também nas questões profanas, por que os recursos de que dispunha a Fraternidade não eram suficientes para atender as necessidades de todos.
5 E os Irmãos logo começaram a murmurar contra os Veneráveis e os Chefes de suas administrações, dizendo que eles estavam criando para si mesmos privilégios detestáveis. 1 Por essa razão o Grande  Arquiteto do Universo mandou que Moisés escolhesse setenta Irmãos entre os mais esclarecidos que compunham as doze Lojas para formar o Grande Conselho que daí por diante passou a decidir como se repartiriam as provisões e se adminis-trariam os bens da Fraternidade dos Filhos de Israel. .[4]
7 E esta foi a origem dos Conselhos de Deputados que hoje existem para fazer as leis e decidir as questões que envolvem os interesses da Fraternidade dos Obreiros da Arte Real como um todo.
 
As dimensões da Loja e a formas do Templo
 
 8 Quando finalmente chegou o dia em que os israelitas deveriam entrar na terra que o Grande Arquiteto do Universo lhes havia prometido, Moisés os reuniu em Assembleia e disse-lhes:
9 “ Eis que essa terra que aí está vossa frente nos foi entregue pelo Grande Arquiteto do Universo:1 Ide a todos os lugares que há nela, às campinas, aos montes e vales, que ficam para o lado do meio-dia e ao longo da costa, para a terra dos cananeus; 2 E do Líbano até o grande rio Eufrates; é a terra que foi prometida aos vossos pais Abraão, Isac e Jacó.” [5]
10 E toda essa terra tinha o formato de um quadrilongo e era tão grande que parecia que seus limites compreendiam toda a extensão da terra.1 Do sul ao norte, do ocidente ao Oriente, e em altura ia da terra ao céu e em profundidade, desde a superfície ao centro do globo terrestre; 2 Pois aos israelitas essa era a idéia que tinham do mundo naqueles dias. [6]
11. E foi assim que se deu o nascimento da tradição que diz ser a forma do Templo maçônico um quadrilongo que vai do norte ao sul, do ocidente ao oriente, da terra ao céu e até o centro da esfera terrestre.1 Porque era assim que os olhos dos Irmãos, do alto do Monte Nebo, viram as terras que se estendiam  além do Jordão, que estavam para ocupar.
12 Era uma terra cheia de florestas e vinhedos e plantações de trigo e cevada e muitos olivais. 1 E por todo o espaço que a suas vistas podiam alcançar, os desertos e as cidades, as plantações, a luz do sol e os desenhos que a vegetação fazia naqueles espaços lhes apareciam aos olhos como grandes quadrados pintados de branco e preto.
 13 E essa é uma das razões (porque existem outras) pela qual  adotou-se a tradição de se reproduzir no piso da Oficinas dos Obreiros da Arte Real no piso um mosaico com essas cores.1 Pois diz-se que a Loja dos Irmãos deve lembrar o piso da Primeira Loja do mundo, que foi a Terra da Promessa. [7]
 14 E porque a marcha dos israelitas desde o Egito até o Jordão e pelo território adentro da Palestina seguiu o rumo de quem vem do Ocidente caminhando para o Oriente, se diz que o Templo dos Obreiros da Arte Real se estende do Ocidente ao Oriente, pois o trabalho do Obreiro é de caráter universal e não é feito apenas em um lugar específico do mundo. [8]
 
Discursos de Moisés
 
15 E naqueles dias disse ainda Moisés: “sois um povo escolhido e uma grande Fraternidade; eis que o Grande Arquiteto do Universo vos escolheu entre todos os povos para servirdes de modelo para toda a humanidade. 16 “A doutrina, os ensinamentos os símbolos e a tradição que ireis adotar se destinam a aprimorar vossos espíritos para que vos torneis modelos de virtude.” 17” Por isso vos será exigido estrita observância em tudo que vos for dado como lei, costume e tradição. 1E mesmo que os todos os outros povos vos digam que vosso Deus e vossa Lei são por demais severos, lembrai-vos que é pela obediência estrita que se alcança a Ordem e o Progresso dentro de uma nação.2 E é por ela que se mantém unida uma verdadeira Fraternidade.[9]
18 “Não acrescenteis nos vossos atos litúrgicos nenhum rito, palavra ou expressão ou cerimônias que não tenham sido expressamente ditados pela Lei que o Grande Arquiteto do Universo vos legou.”[10]
19 “Vós vos reunireis em vossas tribos e a vossas reuniões serão chamadas Lojas e os locais onde se reunirem serão os vossos Templos.”
 20  “No devido tempo, um grande e Único Templo, em uma das cidades que vieres a conquistar, será construído por um de vossos maiores Grão- Mestres e lá todos os filhos de Irmandade de Israel se congregarão em dias especiais para honrar o Grande Arquiteto do Universo.”
21 Esse Templo será construído tendo como modelo o Tabernáculo que Ele vos ensinou a construir, conforme a sabedoria que hoje tendes como pedreiros e artífices, (pois naqueles tempos não se usava a palavra maçon).
22 “E lembrai-vos que o Grande  Arquiteto do Universo habita na luz e mesmo que saibais que nas terras do Egito Ele era representado pelo Sol radiante não fareis nenhuma representação Dele pois Ele vos proibiu tais práticas.’
23 “ E não vos esqueçais que sois os Obreiros do Universo e o que de vós se espera é a construção de uma sociedade justa, moderada em seus anseios e com seus corações dirigidos para a moral e os bons costumes.”
23 “Sereis sempre puros e de bons costumes, porquanto sois o modelo que o Grande Arquiteto do Universo escolheu para conformar a humanidade. 1 E enquanto seguirdes os preceitos que vos foram dados por Ele sempre O tereis ao vosso lado lutando as vossas batalhas, au-mentando as vossas colheitas, curando os vossos males, acrescendo  os vossos haveres e a vossa prole, com saúde e abundância.”
25 “Eis que vos prometo a herança que foi retirada dos filhos de Adão por causa do pecado por ele cometido.1 Mas essa herança só a tereis se não vos desviardes do caminho que vos foi traçado.2 Para que todas as nações, vendo que assim vos são prodigalizadas todas as bençãos.  possam dizer: 3 Eis aí um povo sábio e entendido, uma grande nação; porque onde haverá outro povo tão célebre, tão rico em símbolos, em cerimônias tão significativas, e ordena-ções tão justas como essas que nos são dadas pelo Grande Arquiteto do Universo?”[11]
 
Contra a idolatria
 
26 “E disse ainda Moisés ao povo que se ajuntava em torno dele:1 Vistes que no Egito os homens adoram milhares de deuses, que os representam em figuras de pedra e argila e os pintam nas paredes de suas casas; 2 E em seus templos e suas câmaras funerárias fazem desenhos deles; mas vós não fareis nada disso porque sabeis que Ele é espírito.
27 Ele é o Espírito que habita nas águas, no fogo, na terra e no ar, e nenhuma figura sobre a terra pode retratar-lhe o rosto ou reproduzir-lhe a aparência e nenhum som dos que existem no mundo pode acomodar-se ao Seu Sagrado Nome.
28 Por isso é que os povos da terra, que não O conhecem como vós, Lhe dão milhares de nomes, mas um só é o Nome Dele.1 E este não o sabereis para que não suceda que venhais a pronunciá-lo em vão, pois no dia em que isso ocorrer, não sendo vós o Escolhido, nesse mesmo dia morrereis. [12]
 29 O Supremo Arquiteto do Universo vos escolheu como povo dele ungido e vos purificou no fogo do deserto,  na areia escaldante da terra que pisastes com os vossos pés, nas águas do Mar Vermelho, que atravessastes sem molhar as vestes, e nos ventos cortantes que açoitaram os vossos rostos por toda essa longa e difícil iniciação por que passastes nessas viagens.
 
Povo iniciado
 
30 Pois o deserto, as guerras que enfrentastes, os sacrifícios e as dores que nestes quarenta anos suportastes não foram mais que a purificação exigida pelo Grande Arquiteto do Universo para que pudesses entrar limpos e puros na Terra da Promessa, que é a Vossa Grande Loja.
31. “Pois o deserto foi para vós a vossa Câmara de Reflexões. Sois agora um povo iniciado nos Sublimes Mistérios do Grande Arquiteto do Universo. Vós construireis o edifício modelo da humanidade.”
 32 Todas essas coisas Moisés disse aos filhos de Israel que se preparavam para cruzar o Jordão e a maioria delas está escrita nos livros que ele escreveu;
33 E as que não forem encontradas naqueles livros fazem parte da doutrina que Moisés transmitiu somente aos Veneráveis das Lojas do Grande Oriente de Israel e foram repassadas oralmente ao longo aos séculos a uns pouco escolhidos.
 
 
[1] Vide capítulo V
[2] Números; 1;47; 3:5
[3] Números 1:44
[4] Êxodo, 18:25
[5]Deuteronômio, 1: 1;3;3;1
[6] Josué; 1:2,3,4
[7] Números13;22
[8] Idem, 1;5
[9] Deuteronômio 1;23
[10] Idem,
[11] Deuteronômio, 4:1 a 8
[12] Deuteronômio 5: 1 a 23
João Anatalino
Enviado por João Anatalino em 09/08/2014
Alterado em 11/08/2014
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras