João Anatalino

A Procura da Melhor Resposta

Textos


O PARTO DE DEUS

                       
 
“No princípio Deus criou o céu e a terra. A terra, porém, estava informe e vazia, e as trevas cobriam as faces do abismo; E o Espírito de Deus movia-se sobre as águas.”  Gênesis, 1; 2,3
                        
                                                           
Por viver uma “Existência Negativa”,
Na solidão de um espaço atemporal;
Ele tornou-se a “Existência Positiva”,
Tirando de si mesmo a parte material.
                                         
Pois a enorme explosão que os ateus,
Dizem que podem ver no telescópio,
De certo é o momento em que Deus,
Está fazendo um parto em si próprio.
.
Uma visão muito estranha, reconheço;
Mas é a forma de resolver o problema
De achar para o universo um começo.
 
Para quem quiser algo mais profundo,
Faço a pergunta que inspira este tema:
O que era Deus antes de ser o mundo?
 
                                             ***
Há milhares de anos que os cultores da Cabala mística vem dando ao mundo uma interessante visão do processo de formação do universo. Eles mostram Deus como sendo uma extraordinária concentração de energia em estado latente, presente desde sempre no vazio cósmico. Chamam á essa energia de “Existência Negativa, ou Ain”. Em dado momento, essa energia, em virtude dessa infinita concentração, “vaza” para além de si mesma. Então Deus manifesta-se em sua forma positiva. Torna-se “Existência Positiva”, ou Ain Soph, a Infinidade. Em seguida, essa Luz sem limite concentra-se em um ponto (Ain Soph Aur) dando origem á primeira manifestação divina no mundo da matéria, que é a chamada séfira “Kether”, a Coroa da criação, ou seja a Singularidade dos cientistas. A partir daí Deus mostra o seu “Vasto Semblante”, que é o universo material, e dá início ao tempo, que é representado simbolicamente como o "Ancião dos Dias".[1]

     Um respeitado cientista, ao explicar a importância do bóson de Higgs para a formação da matéria universal, utilizou uma interessante comparação: “ele é como a água para os peixes”. [2] E a Bíblia diz, textualmente, que no início“ o Espírito de Deus movia-se sobre as águas”.  Juntando-se a intuição do cronista bíblico com a constatação do cientista é possível chegar-se á conclusão de que céu e terra (ou seja, o universo) nasceram com o surgimento da luz. Que a luz foi a primeira manifestação da Existência Positiva de Deus (na linguagem da Cabala), e essa luz é o “Espírito de Deus” promovendo a fecundação da vida sobre as “águas primordiais”.

 
 
[1] Vasto Semblante” e “Ancião dos Dias” são nomes metafóricos que a Cabala dá a Deus em sua manifestação criadora. “Existência Negativa” e “Existência Positiva” designam etapas da existência de Deus, antes e depois do surgimento do universo físico.
[2] Referência ao chamado “ bóson de Higgs”,  partícula atômica que segundo os teóricos da física nuclear é responsável pelo surgimento da massa física do universo. Essa partícula essencial,  apelidada de “partícula Deus”, foi descoberta pelo cientista Peter Higgs em 1964. Em 2013, a atuação dessa partícula foi observada e comprovada pela primeira vez através de pesquisas realizadas nos laboratórios do CERN ( Centro Europeu de Pesquisas Nucleares).

EXTRATO DA OBRA- A CABALA EM VERSOS, EM ELABORAÇÃO PELO AUTOR

 
 
 
 
 
 
 
 

 
João Anatalino
Enviado por João Anatalino em 05/01/2016
Alterado em 05/01/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras