João Anatalino

A Procura da Melhor Resposta

Textos


"OLHO" NO LEWANDOWKY

Lewandowsky é um jogador polonês que fez fama no futebol alemão. Hoje é o principal atacante do timaço do Bayer de Munique. Os zagueiros adversários cortam um doze com ele.
Mas não é do Lewandowisky do Bayer de Munique que estamos falando. É do nosso Lewandowsky, juiz que hoje preside a Corte Suprema. Por que será ele o homem que presidirá o julgamento da Dilma no Senado.
Lewandowsky é um velho amigo do Lula. Foi guindado á juiz do Supremo Tribunal Federal sem ter nenhum currículo que justificasse a sua indicação, a não ser a amizade que tinha com o presidente, estabelecida desde os dias em que Lula era o líder dos metalúrgicos de São Bernardo.
Durante o julgamento dos réus do Mensalão, ele não mostrou o menor constrangimento em tentar “aliviar” a pena dos petistas, que se fosse pela cabeça do relator do processo, Joaquim Barbosa, seria muito maior do que as que foram prescritas. Lewandowsky era o revisor do relatório e fez tudo para desconstruir a gravidade dos crimes que o magistrado Barbosa apontou.
Agora está nas mãos de Renan Calheiros e dele a administração do julgamento da presidenta Dilma. Do Renan já sabe o que podemos esperar. Ele é um camaleão sem ética nem decência, que pula de um lado para o outro ao menor sopro do vento. Fez isso com Collor de Mello, a quem apoiou até o último minuto e só saltou do barco quando viu que não havia mais salvação. Como a ratazana de porão que ele é. Aliás, é um dos políticos que mais acumula processos no Congresso Nacional. E só a leniência do próprio Lewandowsky, que é hoje o presidente da Suprema Corte, que ainda o protege, adiando “sine die” o julgamento dos processos que existem contra esse crápula.
O Renan é hoje, claramente, um aliado do governo. Mas como rato que é, certamente pulará do navio no último momento, se perceber que não há jeito.
É bom que a opinião pública, a oposição, a imprensa e todo o resto da nação, que torce para que esse drama que transtorna o país acabe logo, fique de olho nesses dois. Se alguém pode ganhar o jogo para a quadrilha Lula-Dilma é ele. Com o Renan de zagueiro e o Lewandowisy de centro avante a Dilma pode virar esse jogo.
E o país vai amargar mais dois anos e meio de recessão, desespero e retrocesso, em todos os sentidos. Por isso, olho vivo no Renan e marcação cerrada no Lewandowsky.



 
João Anatalino
Enviado por João Anatalino em 19/04/2016
Alterado em 19/04/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras