João Anatalino

A Procura da Melhor Resposta

Textos


Seja devagar ou bem acelerado
Tempo somos nós que fazemos;
Não há um futuro nem passado,
Mas só o momento que vivemos.
 
É longo demais para quem sofre,
Porém tão curto para quem goza;
Ele não cabe em uma só estrofe
Mas pode ser posto numa glosa.
 
Cego, posso ver o mundo inteiro,
Parado, sou rápido como o vento;
Meu coração não busca paradeiro,
E minha alma não tem um centro.

O vento pode ir a qualquer lugar,
E a minha mente vareja o mundo;
Onde ele leva tempo para chegar,
Eu vou em menos de um segundo.
 
O vento não pode soprar o tempo
Que sobrevive em nossa saudade;
E o tempo não pode parar o vento,
Que  sopra o pó da nossa vaidade.
 
 
João Anatalino
Enviado por João Anatalino em 08/09/2017
Alterado em 13/09/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras