João Anatalino

A Procura da Melhor Resposta

Textos


Mata-me de amor
Assassina querida
E me dê a vida.

A terra do amor
Não germina bem nem mal.
Só o natural. 

Bala perdida.
Um tiro de Cupido.
Fui atingido.
 

Loucura de amor
É a verdadeira razão
De um coração.

Vê o quanto te amo
No meu olhar eloquente.
Ele não mente.

Juras de amor 
Eu não faço nunca mais.
Somente haicais.



 
 
João Anatalino
Enviado por João Anatalino em 06/02/2018
Alterado em 07/02/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras