João Anatalino

A Procura da Melhor Resposta

Textos


NÃO FOI UM SONHO


 
Eu vi uma flor nascer no meio de uma caveira no cemitério,
E um sorriso amistoso brotar nos lábios côncavos do Gilmar Mendes.
Eu vi uma Casa Legislativa cheio de homens e mulheres virtuosas
Trabalhando febrilmente em prol do bem estar público.
Eu vi imbuias, mognos e jequitibás, no lugar dos edifícios
Que obstruem a minha visão da montanha.
Vi um soldado beijando a mão de uma prostituta 
E um skinhead ajudando um cego a atravessar a rua.
Eu vi pessoas portando bandeiras de times de futebol
Lavando o piso de uma praça pública,
Como fazem as baianas com as escadarias do Senhor do Bonfim.
Eu vi padres de batina negra e maçons com aventais azuis
Cantando o Hino Nacional em frente á uma sinagoga,
E um rabino de longas barbas bifurcadas rezando o Padre Nosso,
Enquanto um mulá xiita, de barba e turbante negros
Distribuía ao povo a hóstia consagrada.
Eu vi uma multidão portando bandeiras vermelhas
Lavando as portas de vidro de um banco,
Enquanto cantavam uma letra de Caetano Velloso
Feita para o Hino à Alegria de Ludwig Van Beethoven.
Eu vi tudo isso e não era um sonho.
Era apenas um universo paralelo que eu acabava de inventar.
 
 
 


 
João Anatalino
Enviado por João Anatalino em 07/05/2018
Alterado em 09/05/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras