João Anatalino

A Procura da Melhor Resposta

Textos


E eu, solitário, volto a face e tremo,
Vendo o teu vulto que desaparece,
Na extrema curva do caminho extremo”
                                           No meio do Caminho- Olavo Bilac


Quando foi, mulher, que te vi chegar,
Como se fosses uma simples pedinte,
Procurando um braço para descansar
Uma noite, para sair no dia seguinte?

Descortinaste-me uma grande utopia,
Eu, ingênuo,estava quase acreditando.
Mas nem bem ainda despontava o dia,
Como neblina, eis tudo se dissipando.

Cantamos juntos a mais bela melodia,
Mas depois saístes sem dizer palavra,
Deixando este silêncio de hospedaria.

Largastes-me em meio á uma estrada.
E como cego, sem saber onde estava,
Sai caminhando, em direção ao nada.
 
 
 

 
 
 
João Anatalino
Enviado por João Anatalino em 04/10/2018
Alterado em 05/10/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras