João Anatalino

A Procura da Melhor Resposta

Textos


        AUTO RETRATO
                                       
 
(Virá) a hora em que direis: Que importa a minha virtude? Ainda me não enervou. Como estou farto do meu bem e do meu mal. Tudo isso é pobreza, imundície e conformidade lastimosa!’
                                                                                                                                     F.Nietzsche.
 
Se eu pudesse sair do quadro onde estou,
E soubesse quem foi meu primeiro pintor,
E que tipo de tintas usou para me compor,
Talvez descobrisse quem realmente sou.
 
Fosse eu o observador e não o observado,
Tendo do meu “eu” pelo menos uma pista,
Não ser um quadro, e sim o próprio artista,
O produtor e não somente o seu resultado;
 
Eu poderia dizer que sou um ser bem real,
Sem me fartar da minha virtude e bondade,
Nem me cansar do meu bem e do meu mal.
 
Se todos somos quadros feitos por alguém.
Como poderemos reivindicar autenticidade,
Se quem nos pintou é uma cópia também?

 
João Anatalino
Enviado por João Anatalino em 20/12/2018
Alterado em 20/12/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras