João Anatalino

A Procura da Melhor Resposta

Textos


Não praticamos a verdadeira generosidade
Desejando a outros aquilo que nos faz bem; 
Quem disse que o que nos trás a felicidade,
Ao nosso próximo irá fazer feliz também?
 
E ao desejarmos ao outros o que nos serve,
Estamos projetando no outro o próprio fado
Pois o que quer que o universo a ele reserve,
Não é o mesmo que a você está reservado.
 
O doce que na sua boca é o mais gostoso mel
Ao seu irmão talvez seja completa amargura,
E aquilo que o seu paladar identifica como fel,
Em outros lábios pode ser a mais pura doçura. 
 
O que me serve talvez não sirva para você,
O que você quer pode não ser o que desejo,
Então, que você possa realizar o seu querer,
E eu consiga também alcançar o que almejo.
 
O maior bem que fazemos ao nosso irmão
É ajudá-lo a ser feliz do jeito que ele quiser, 
E se pudermos, ofertar a ele a nossa mão,
Para que possa subir o mais alto que puder.
 
Neste universo há um lugar para todos nós
Embora cada um tenha um desejo diferente.
Nós só temos que colocar na escala cada voz
Para que o concerto não desafine de repente.

Ouça com respeito e tolerância cada melodia
Embora outra possa ser sua música preferida.
É isso que garante um universo em harmonia:
Cada um na sua e de todos respeieto pela vida.




 
 
João Anatalino
Enviado por João Anatalino em 18/02/2019
Alterado em 18/02/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras