João Anatalino

A Procura da Melhor Resposta

Textos


Depois de quase seis décadas de experiência comunista, a morte libertou Cuba do tirano que implantou na bela ilha caribenha essa utopia política que os espartanos inventaram e Karl Marx transformou numa ilusória esperança para povos incompetentes que ainda não foram capazes de encontrar um modelo de desenvolvimento que combine progresso com liberdade.   O socialismo não melhorou a vida dos cubanos nem de qualquer outro povo que adotou esse tipo de governo. Só serviu, como em outros casos, para dar notoriedade a um tirano.  O socialismo pode até ser uma ideia romântica, inspiradora de magníficas obras literárias, como por exemplo, os poemas de Maiakowisky, os versos maravilhosos de Pablo Neruda, a crítica vigorosa de John Steinbeck em Vinhas da Ira, etc. Enseja até algumas grandes aventuras no campo da política como a marcha da Coluna Prestes ou a bela epopeia de Emiliano Zapata  na revolução mexicana de 1910.  Mas na prática essa ideologia sempre vai falhar porque as pessoas tem um ego. E isso faz com que elas queiram coisas diferentes. Não há ideologia que as faça pensar e sentir igual. Tirania, autoritarismo, privação da liberdade e violência muito menos.
Num conto famoso chamado Animal Farm (A Revolução dos Bichos), o escritor George Orwell faz uma severa crítica ao comunismo. Nesse conto os porcos comandam a revolta numa fazenda, expulsam os fazendeiros e tomam conta da propriedade. Mas com o passar do tempo, o exercício do poder os vai transformado em gente. Eles começam a gostar do poder, das mordomias, do luxo, das benesses que ele lhes dá, e de uma forma natural, logo eles estão pensando e fazendo exatamente igual ao que faziam os proprietários antigos. O povo (no caso os demais bichos da fazenda, que lutaram e verteram sangue pela revolução), passa a ser apenas uma massa de manobra, carne para canhão, corpos que são ajuntados para servir de degraus para que eles possam subir cada vez mais alto e viver cada vez melhor. No final, os porcos usam black-tie, fumam charutos cubanos, bebem uísque escocês, comem com garfo e faca e andam eretos como os humanos. 
Orwell escreveu isso porque foi justamente o que aconteceu com os líderes russos. O exercício do poder os tornou mais ambiciosos, corruptos e ávidos por riqueza que os seus antecessores capitalistas. Mais ou menos o que aconteceu em Cuba. Fidel e sua camarilha, ajudados por Che Guevara expulsaram os mafiosos liderados por Fulgêncio Batista e fundaram a Animal Farm cubana. Arrumaram suas vidas particulares, mas o povo cubano continua tão ou mais pobre que antes. 
É o que acontece agora com a Venezuela, país promissor que o chavismo destruiu. Felizmente os tiranos também morrem.  Mas os venezuelanos não podem esperar que o seu ridículo ditador de opereta bufa bata as botas. Eles precisam, mais que depressa, retomar o controle das suas vidas. Afinal de contas, só se vive uma vez. E até essa a ditadura de Maduro já tomou de muita gente.

 
João Anatalino
Enviado por João Anatalino em 26/02/2019
Alterado em 26/02/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras