João Anatalino

A Procura da Melhor Resposta

Textos


O BANQUETE DOS DEUSES

 
     Um almirante de esquadra, conhecido pela sua arrogância e autoritarismo, estava levando seu navio para exercícios de guerra em um local bem afastado da costa. Era noite, o mar estava calmo, mas uma espessa neblina prejudicava a visibilidade. De repente, o imediato veio lhe comunicar que uma luz havia sido avistada em meio à neblina, e que ela vinha se dirigindo diretamente contra o navio. 

–Entre em contato com essa embarcação e diga ao seu comandante que mude seu curso imediatamente – ordenou ele ao imediato.
Assim foi feito. Logo o imediato recebeu a resposta. 
– Quem tem que mudar de curso são vocês. E façam isso depressa.
O Almirante ficou uma fera e respondeu com a arrogância que lhe era peculiar:
– Eu sou o Almirante Fulano de Tal e estou ordenando a você que saia da frente do meu navio, entendeu? Se não fizer isso agora, eu vou afundar sua embarcação.
Recebeu prontamente a resposta: – Pois eu sou o marinheiro operador do farol aqui da ilha X e aviso que se não mudarem o curso imediatamente, em cinco minutos o Senhor nunca mais vai comandar porcaria nenhuma!
                                                                                            
A Isto É desta semana publica abertura de licitação na qual o Supremo Tribunal Federal pretende contratar uma empresa para servir refeições, cafés da manhã e coquetéis aos membros e convidados do STF por doze meses, ao preço de um milhão e cem mil reais. No cardápio, iguarias do tipo lagosta, camarão, bacalhau, filé mignon, preparados com o requinte de um restaurante cinco estrelas. E para acompanhar, vinhos premiados internacionalmente, uísque de maturação superior a doze anos e cachaça maturada em barris de carvalho.
Evidentemente, na montanha sagrada que é a nossa Suprema Corte não há crise. Ou necessidade de apertar o cinto, nem que seja para aparentar um pouco de humildade. Que é coisa que os olímpicos magistrados do STF nunca tiveram. Essa licitação solicitada pelo Ministro Toffoli é um acinte e uma agressão a um país que patina na crise e a um povo que não consegue nem encontrar trabalho para ganhar o mínino para garantir sua subsistência.
É num momento desses e com comportamentos desse naipe que a opinião pública começa a questionar a necessidade de se manter um aparato desses, que ao invés de promover segurança jurídica ao país, torna o ambiente ainda mais inseguro. E aí é que mora o grande perigo, pois acaba-se tomando a parte pelo todo, e os vícios que deveriam ser computados à algumas pessoas acabam sendo atribuídos á Instituição como um todo.
Seria de bom alvitre que os responsáveis pelo STF viessem a público para desmentir essa informação e começassem, como na metáfora que ilustra este texto, a mudar de rumo o seu navio. Porque, se nada for feito, o desastre que se aproxima será inevitável. Que os senhores Ministros do STF não deixem a arrogância guiá-los. Ela sempre foi mau timoneiro.  
 
João Anatalino
Enviado por João Anatalino em 01/05/2019
Alterado em 01/05/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras