João Anatalino

A Procura da Melhor Resposta

Textos


A mulher que eu amo...
 
A mulher que eu amo, surgindo de repente,
É mais bela que o despontar de uma aurora.
É como a luz que se acende num ambiente,
Mandando as trevas e toda sombra embora.
 
Ela surge como uma centelha de luz criadora,
E dela a vida emana como se fosse água pura,
Para u'a alma sedenta de medicina redentora,
Que a minha sede mata e todas as dores cura.
 
Sempre parece estar em um jardim quaisquer,
Não como flor, embora mais que isso ela seja,
Mas como de fato é, uma presença de mulher:
      
Pois eu também, para ela, quero ser somente,
O que todo coração feminino sonha e deseja:
Um homem fiel, constante e sempre presente.

 
João Anatalino
Enviado por João Anatalino em 14/11/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras