João Anatalino

A Procura da Melhor Resposta

Textos


Sem nunca ter partido eu sempre volto,
Quanto mais eu vou, mais desejo ficar,
Se mais me vejo preso, sinto-me solto,
Quando solto, deixo-me fácil, apanhar.
 
Tal como todo o mel vem das abelhas,
E delas são as picadas que doem mais,
São os arcos das suas sobrancelhas,
Que expelem as flechadas mais letais.
 
E na caminhada mais longa desta vida,
Suas mãos é que fizeram o meu atalho.
Ao alimento foi você quem deu o gosto.
 
Por isso sinta agora, oh! minha querida;
Os meus beijos, como gotas de orvalho,
Caindo nas pétalas róseas do seu rosto.


 
João Anatalino
Enviado por João Anatalino em 02/12/2019
Alterado em 02/12/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras